Quinze mortos reportados em barco migrante na Líbia

4 dezembro 2018

Quinze migrantes morreram em um barco na costa líbia depois de passar 12 dias no mar sem comida ou água, disse um sobrevivente egípcio na terça-feira.

Apenas 10 imigrantes do barco naufragaram, todos sofrendo de desidratação severa, disse no Twitter Othman Belbeisi, chefe da agência de migração da ONU IOM na Líbia.

O dono de um chalé de praia encontrou os migrantes lavando-se na praia perto da cidade de Misrata e chamou as autoridades, que os levaram para o serviço de socorro e hospitais do Crescente Vermelho, disseram os moradores.

"Nós éramos 25 migrantes em um barco ... Nós partimos de Sabratah (a cidade do oeste da Líbia) e ficamos no mar por 12 dias sem comida e água", disse o sobrevivente. "Quinze morreram".

Os sobreviventes foram levados para um centro de detenção e médicos e equipes de emergência estão a caminho, disse Belbeisi.

Nenhum outro detalhe das autoridades estava imediatamente disponível.

A costa ocidental da Líbia é um ponto de partida para os migrantes principalmente da África subsaariana que fogem das guerras e da pobreza e esperam construir uma nova vida na Europa.

Mas o número de migrantes que chegam à Itália caiu drasticamente desde o ano passado, com o desmantelamento das redes de contrabando na Líbia, e a União Européia intensificou os esforços para aumentar as patrulhas de guarda costeira da Líbia.


Reportagem de Ayman Salhi e Ahmed Elumami

Categorias: Acidentes, Acidentes, Atualização do governo, guarda Costeira, Portos