Port Kembla, da Austrália, reabre após incêndio em Bulker

Nicholas Ford9 julho 2018
(Foto cedida Foto: Fire and Rescue NSW)
(Foto cedida Foto: Fire and Rescue NSW)

Um incêndio no porão de um navio graneleiro na segunda-feira fechou brevemente o porto australiano de Port Kembla, o segundo maior porto de exportação de carvão do estado de Nova Gales do Sul, deixando de enviar por oito horas.

O porto foi fechado logo após o incêndio ter começado antes do amanhecer no MV Iron Chieftain enquanto descarregava dolomita, um mineral usado na produção de aço que era destinado ao alto-forno próximo da BlueScope Steel Ltd. Nenhum ferimento foi relatado.

"O embarque recomeçou e o porto reabriu às 11h30 (horário de Brasília) e deve voltar ao previsto por volta de 1700", disse Kell Dillon, mestre portuário, em comunicado enviado por email.

Mais de 100 bombeiros estavam trabalhando para apagar o fogo, um trabalho que deve durar o dia todo, disse à Reuters um porta-voz do Fire and Rescue NSW. Imagens mostravam a água sendo pulverizada de rebocadores e carros de bombeiros no porão do navio.

A BlueScope Steel informou em comunicado por e-mail que o incêndio não causará impacto em sua produção de aço e que nenhum de seus equipamentos portuários foi danificado.

O porto, que também é o maior portal de importação de veículos do estado, conta entre seus clientes minas de carvão próximas, controladas pela subsidiária da BHP South32, que afirmou que suas exportações não foram afetadas.

O proprietário do navio, CSL Australia, disse que os danos ao navio não foram imediatamente esclarecidos.

Os dados da Thomson Reuters Eikon mostraram oito navios ancorados no porto, a maioria navios graneleiros e navios transportadores roll-on roll-off.


(Reportagem de Nick Ford e Tom Westbrook; edição por Richard Pullin)

Categorias: Acidentes, Acidentes, Segurança marítima, Tendências do transportador a granel